Calendário Apícola

 

Tabela 1. Calendário apícola com as principais espécies botânicas que contribuem na formação do mel identificadas através da presença dos flavonoides presentes nas amostras de mel

Espécie botânica e nome comum

Período de safra (floração)

Características do mel (cor/odor)

Local predominante de ocorrência nas amostras de mel

Rutaceae, ordem Sapindales (Citros)

julho a setembro

âmbar laro/

levemente ácido

Erechim

B. dracunculifolia (alecrim-do-campo)

setembro até março

âmbar claro/doce

Erechim

Eucalyptus (eucalipto)

janeiro/dezembro

âmbar escuro/adocicado

Passo Fundo

Brassica napus L. var. Oleifera Moench (canola)

julho a setembro

âmbar claro/doce a levemente ácido

Predominantemente Erechim e Marau

Raphanus sativus L (nabo)

Videira*

outubro a fevereiro

âmbar médio a âmbar escuro/ácido

Predominantemente Erechim

Glycine max (L.) (soja)

novembro até fevereiro

predominante âmbar claro/levemente ácido

Erechim

predominante âmbar claro/ácido

Marau

claro/doce

Passo Fundo

Baccharis trimera (Carqueja)

setembro até fevereiro

âmbar claro/

levemente ácido

Erechim

Sida carpinifolia (Guanxuma)

novembro/março

âmbar claro/ácido

Erechim,

Passo Fundo,

Marau

Fuchsia seleriana (Brinco de princesa)

Janeiro até dezembro

 

 

claro/levemente

ácido

 

 

Marau

Myrciaria cauliflora (jabuticaba)

julho/agosto e novembro e dezembro

Clara/adocicado

Erechim

* Videira – floração em outubro/novembro; bagas (frutos) em dezembro a fevereiro.

 

Em função de que existem muitas espécies de plantas com ocorrência na região de abrangência da pesquisa, principalmente as nativas, mas que ainda não apresentam marcadores botânicos conhecidos (flavonoides) e disponíveis para sua identificação. Pela observação e conhecimento dos apicultores e botânicos, sabe-se que muitas dessas espécies contribuem na formação do mel, mas que no presente estudo não puderam ser identificadas. Na tabela 2 está descrito uma relação das principias espécies botânicas com ocorrência na região.

 

Tabela 2 – Algumas das espécies botânicas com ocorrência na região e que contribuem na formação do mel nos municípios avaliados.

 

Nome cientifico

Família botânica

Nome popular ou comum

Período de floração

Acacia plumosa

Mimosacea

Unha de gato

novembro/dezembro

Anadenanthera falcata

Mimosacea

Angico

setembro/dezembro

Astronium urundeuva

Anacardiaceae

Aroeira

setembro/janeiro

Roupala montana

Proteaceae

Carne de vaca

dezembro/fevereiro

Eugenia caryophyllata

Myrtaceae

Cerejeira

agosto/novembro

Eugenia pitanga

Myrtaceae

Pitangueira

agosto/novembro

Campomanesia coerulea

Myrtaceae

Gabiroba

agosto/novembro

Citharexylum spinosum

Verbenaceae

Tarumã

novembro/janeiro

Cupania vernalis

Sapindaceae

Camboatá

julho/agosto

Eugenia uvalha

Myrtaceae

Uvaia

agosto/dezembro

Eupatorium laevigatum

Asteraceae

Cambará

janeiro/março

Inga sp

Mimosaceae

Ingá

agosto/novembro

Luehea divaricata

Tiliaceae

Açoita cavalo

outubro/novembro

Fagopyrum sagittatum

Polygoniaceae

Trigo sarraceno ou mourisco

junho/setembro

Vernonia sp

Asteraceae

Assa-peixe

setembro/janeiro